Natal 2017 Maioria dos consumidores pretende pagar à vista

Para presentear, o 13° Salário será a principal fonte. Entre os entrevistados, a compra de presentes (41,9%) se destaca como destino dessa remuneração. Em seguida, estão previstos o pagamento de contas do mês (41,5%) e a formação de poupança (41,5%).  
As vendas de 2017 deverão crescer 7% em relação ao Natal do ano passado. Os presentes mais frequentes serão vestuário (75,3%), brinquedos (45,7%) e calçados (18,7%). Entre os locais de compra, os mais citados são as lojas dos centros das cidades (73,5%). Quanto às formas de pagamento, 73% pretendem realizar compras à vista. Entre os que pretendem parcelar, 45,2% pretendem pagar em 4 a 6 parcelas.
O número médio de presentes adquiridos por consumidor em 2017 será de 4,3 unidades, enquanto as mulheres comprarão, em média, 4,7 unidades e os homens 3,7 unidades. Assim, o gasto médio, por pessoa, no Natal 2017, deverá ser de R$ 505,80 com um gasto médio de R$ 534,65 dos homens, enquanto as mulheres devem investir R$ 486,11. O presente unitário vai custar, em média, R$ 117,39. Os homens devem adquirir presentes com custo médio de R$ 148,28. Já as mulheres pretendem gastar, em média, R$ 101,52 em cada item.
A pesquisa foi realizada pela Fecomércio/RS de 30 de outubro a 6 de novembro de 2017 com a realização de 385 entrevistas, na principal cidade de cada Macrorregião do Estado: Santa Maria, Porto Alegre, Caxias do Sul, Ijuí e Pelotas.
 
Acesse a pesquisa completa aqui.