"Priorizar a vacinação é preciso"

Idalice Manchini, presidente do Sindilojas Caxias, assina artigo no Jornal Pioneiro de hoje

Com o recorrente colapso hospitalar vivenciado nos últimos meses, sempre vale lembrar que a imunização deve e precisa ser a grande aposta para superar o caos trazido pela pandemia da Covid-19 com uma real mudança diante do cenário atual.
Está claro que a vacinação não impede que o vírus circule, porém uma população protegida evita que o sistema de saúde seja sobrecarregado ao contribuir para a redução da hospitalização e com a necessidade de utilização de leitos em UTIs. No mesmo passo em que a vacinação avança, espera-se o retorno seguro às atividades de produção e consumo. A aceleração da imunização traz a perspectiva de ver a economia em ascensão, as expectativas passam a ser mais positivas: o otimismo contribui para a recuperação econômica.
Até o dia 07 de junho de 2021, 26,19% da nossa população tomaram a primeira dose, enquanto somente 11,48% tiveram acesso à segunda dose. Para que a economia tome fôlego com segurança, é preciso intensificar o plano de vacinação e oportunizar o acesso ao maior número possível de caxienses. Com o modelo de ação atual sobre a vacinação, foram conquistados resultados significativos no que se refere aos óbitos na cidade em decorrência do novo coronavírus, que caíram em 95%, assim como os casos sintomáticos em 80% e as internações, 86%. Os benefícios da vacinação da população envolvem não só a população adulta que recebeu o imunizante, mas também os jovens e crianças abaixo de 18 anos e idosos com comorbidades. Quanto mais pessoas vacinadas, maiores os benefícios para o bem-estar da população e para a retomada econômica da cidade. O Relatório de Atividade Fiscal (RAF), publicado pela Instituição Fiscal Independente (IFI) do Senado apontou que quanto mais tempo o governo demorar para promover a vacinação ampla da população contra a covid-19, maior será o impacto econômico. A melhor medida, portanto, é priorizar o acesso.
Como muitos brasileiros, aguardei a minha vez para a vacinação com uma ansiedade característica de quem tem esperança em melhores dias. Foram tantos os dias de incertezas, de abre e fecha e de instabilidade que a expectativa se transforma em projetos para o futuro próximo. Quando temos um impulso para crer com firmeza no amanhã, estaremos mais fortes para os desafios que surgirem no dia a dia. É a certeza no porvir que nos reveste de coragem e ousadia para reinventar nossos planos e redirecionar desafios!